Há 45 dias fiz uma festa

Há 45 dias fiz uma festa. Podia ter sido uma festa de aniversário, uma festa de despedida ao Verão, ou uma festa só porque sim. Quem me conhece sabe que facilmente arranjo uma desculpa para festejar. Mas neste caso não foi. Foi antes uma festa de “estou a desprender­‐me para ir crescer”.
Há 44 dias estava a esvaziar o meu roupeiro e a encher as minhas malas. Eu gosto de fazer malas, é sempre sinónimo de algum tipo de mudança.

Há 43 dias, no aeroporto, entre abraços, lágrimas e palavras em jeito de encorajamento, eu estava a dirigir­‐me à porta de embarque para fazer escala em Madrid. Foi neste dia que aprendi o que são lágrimas de aeroporto e, em boa verdade (é‐vos legitimo pensarem que sou uma tonta), eu gostei.
Há 42 dias pisei, pela primeira vez, o chão da América. Sozinha.

Em Portugal trabalhava no que gostava e onde gostava. Estava numa agência de comunicação digital, no Porto, cidade que é a minha casa de eleição, cidade que me é mesmo muito. Desengane­‐se quem pensa que deixei todos os que amo e que deixei a minha zona de conforto para vir trabalhar na minha área e ganhar um ordenado chorudo. O meu salário continua a ser de três dígitos e isto em dólares! Não foi pelo dinheiro que vim e desengane­‐se mais uma vez quem pensa que digo isto porque ele não me faz falta. Faz­‐me tanta falta quanto faz a uma pessoa que passou grande parte da sua vida a estudar e que teve de fazer um esforço no que toca a recursos financeiros para, contas feitas, nunca conseguir um contrato e todos os trabalhos que conseguiu foram precários.

Foi há 42 dias que eu passei a estar sozinha num país e num continente completamente novos para mim. Foi também há 42 dias que comecei a viver a experiência mais enriquecedora da minha vida, na qual eu decidi entrar completamente livre de pessoas e de sítios ­‐ tudo para poder aprender. Mas não vim aqui só para receber, não sou mal agradecida e por isso quero retribuir na mesma moeda. Parte­‐se‐me o coração quando me apercebo de que as pessoas não sabem localizar Portugal no mapa, não sabem que a língua que se fala no Brasil é a língua portuguesa, não sabem que o Vinho do Porto é nosso e não sabem sequer que Portugal está a passar por um período negro de crise económica, política e social, vejam só!

Desde que cá estou, encontrei um jovem que sabe que Lisboa é a nossa capital e um senhor que trabalha nas bombas de gasolina que sabe que foi Vasco da Gama quem descobriu o caminho marítimo para a Índia. Mas não fiquem entusiasmados. O senhor é indiano.
Verdade seja dita, nenhum americano é obrigado a saber que somos os maiores exportadores de cortiça do mundo ou que, no que toca a produzir sapatos de qualidade, Portugal porta‐se ao nível da excelência. É responsabilidade de cada um de nós promover o nosso país e fazer com que eles saibam que o nosso pequeno pedaço de terra à beira mar plantado não é tão pequeno quanto se pinta. Observo e faço por absorver tudo. Escolho com quem falo, escolho onde vou, tudo pela primeira vez. Aqui ainda não tenho uma rotina e não tenho um amigo. Mas continuo sem medo, para já quero continuar assim: sem hábitos e sem compromissos que me iriam roubar tempo e fazer desviar do meu objetivo.

Estou em Chicago (a sorte bateu‐me à porta e eu convidei‐a a entrar) mas podia escrever este texto de outra cidade qualquer. A essência desta jornada não está no sitio nem está nas pessoas. Está em mim, está em eu trabalhar para chegar a quem eu quero ser e ao que eu quero dar. Ao contrário das pessoas em geral, para mim a emigração não é um bicho de sete cabeças. Vejamo‐la antes como uma excelente fonte de partilha de conhecimentos e enriquecimento pessoal e nacional. Longe de mim estar a tentar florear a situação com esta última frase, mas não consigo imaginar sensação melhor do que abraçar quem amo depois de meses de saudade. E eu quero sentir isso.

Galeria de imagens aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s